Quantidade de calorias para perder peso e como evitar a flacidez

Você já leu no post anterior que precisa ingerir a quantidade certa de calorias diárias para manter, ganhar ou perder peso. Você precisa ter duas coisas: experiência e ajustamento. Lembrando que o objetivo é a perda de peso.

Você deve comer a quantidade de calorias que é necessária para manter seu peso. Por exemplo, você precisa de 15000 calorias por dia, comendo isso você manterá seu peso.

Quando for se pesar, faça-o de manha e de estomago vazio, uma vez por semana basta. E por fim avalie os seus resultados.

Se você conseguiu manter o peso é porque esta comendo a quantidade certa de caloria, caso queira emagrecer, vai precisar diminuir 500 calorias diárias. Se caso você estiver ganhando peso é porque a quantidade de caloria ingerida está à cima do que seu corpo necessita.

Você tem que perder em media de meio quilo a um quilo por semana, ou seja, de dois a quatro quilos por mês. Já sei você quer perder muito mais que isso no mês.

Você pode ate conseguir, mas quando parar com a dieta ganhara tudo de novo e se bobear ainda ganhara uns quilinhos a mais do que aqueles eu havia perdido.

Essa quantidade de peso estimulada é para você perder peso com saúde e de forma que eles não voltem mais, mas é claro que você tem que ter essa reeducação alimentar para sempre, caso contrario você voltara a engordar.

Não esqueça que exercícios físicos são essenciais para perda de peso e bem-estar.

emagrecer

Centella asiática – para a flacidez pós-emagrecimento

Quem consegue eliminar o peso extra sente-se, literal e figurativamente, mais leve. Nada é mais prazeroso ao ver os números decrescentes da balança, que antes apenas mostrava a extensão do sobrepeso.

O grande problema agora é estético: a pele, outrora esticada pela camada de gordura, transforma-se em uma peça flácida e disforme, de visual não muito agradável.

Embora existam métodos cirúrgicos para a eliminação da flacidez pós-emagrecimento, eles são mais indicados para quem submeteu-se à cirurgia bariátrica e médicos sérios preferem tratamentos menos invasivos para quem emagreceu por meio de dietas, exercícios físicos e os eventuais auxílios químicos.

Um dos auxiliares mais prescritos e utilizados para a recuperação da tonicidade da pele é um medicamento fitoterápico extraído da planta aquática centella asiática.

Nativa da Ásia e da Oceania, a centella asiática é pesquisada há muito tempo graças às suas substâncias obtidas através da extração dos chamados triterpenos da resina da planta.

Estas substâncias formam dois ácidos e um glicosídeo largamente usados na cosmetologia: respectivamente, o ácido asiático, o ácido madecássico e o asiaticosídeo.

Inicialmente, a resina da centella asiática era apenas usada para o tratamento da hanseníase (em uma época em que a doença era conhecida por lepra), mas logo os pesquisadores vislumbraram o uso no bilionário ramo da cosmética.

Hoje, a centella asiática, graças ao seu efeito cicatrizante, é usada em tratamentos contra a celulite, mas é reconhecidamente eficaz para promover a sustentação de peles flácidas graças ao auxílio à produção de colágeno  e a melhora na circulação linfática em particular e na vascular em geral, severamente danificadas pela súbita flacidez.

Quem determinará a melhor prescrição de uso da centella asiática é o seu médico, pois existem produtos de uso tópico (pomadas, géis e cremes) e para uso interno, ou sistêmico, se seu médico for preciosista (cápsulas, chás, comprimidos). Nunca se automedique, mesmo com os ditos “produtos naturais”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *